quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Passeio ao Bromeliário

Parque Natural da Taquara


Bromelia é um género botânico pertencente à família Bromeliacae subfamília Bromelioideae, embora seja comum denominar com o mesmo nome as espécies de outros géneros da mesma família.
As espécies deste género estão distribuídos pelas regiões tropicais dos continentes americanos, e sua principal característica é suas flores apresentarem um cálice muito profundo.
O nome foi dado em homenagem ao botânico sueco  Olof Bromelius (1639-1705).












segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Esse é o Parque Natural da Taquara, cheio de verde e aberto para as suas emoções

Parque Municipal da Taquara

Parque com 19.415 ha,criado em 1992, abriga o Rio das Dores, a cachoeira Véu de Noiva,
Mata Atlântica e fauna e flora bastante diversificada. É muito visitado por turistas.
Localização: Estrada Cachoeira das Dores, s/n, Taquara - Tel: 2699-4426.



















domingo, 22 de agosto de 2010

Que Venham os Políticos.



O brilho do sol traz um novo dia, e a beleza que irradia,
nos traz a alegria. E a esperança de ver melhor a sua cidade,
com o que tem de direito e de qualidade, é o que alimenta
sonhos nas mentes de favores, de seus ilustres moradores.
E que venham para o bem, essas mãos que trabalham.
E que venham para o bem, essas mentes que pensam.
Por que não basta pegar o que esta pronto, e dar umas
pinceladas de tinta, e ainda por uma placa imensa dizendo,
“foi eu quem fez”.
Queremos o que precisamos!
Precisamos do que nos convém!
(Foto da Taquara, feita no alto da pedreira por Anderson dos Santos)

domingo, 27 de junho de 2010

Duque de Caxias - Biografia


Duque de Caxias
(Patrono do Exército Brasileiro)
1803, Vila de Porto Estrela, atual Duque de Caxias (RJ)
1880, Desengano, atual Juparanã (RJ)


Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, nasceu em 25 de agosto de 1803, na Vila de Porto Estrela (atual Duque de Caxias), no Rio de Janeiro. De família militar, sua vida sempre esteve ligada ao Exército. Aos 5 anos, foi aceito como cadete. Aos 15 anos, já pertencia à Academia Real Militar. Recebeu várias promoções até alcançar a de marechal, posto máximo na hierarquia militar. Caxias teve uma participação fundamental nas lutas de consolidação da Independência. Entre elas, podem ser citadas as campanhas na Bahia (1823) e na Cisplatina (1815-1825). Em 1837, já com a patente de tenente-coronel, comandou a luta para reprimir a Revolta da Balaiada (Maranhão e Piauí, 1838-1841). Em 1841, foi promovido a coronel e recebeu o título de Barão de Caxias. Em 1842, reprimiu manifestações liberais em Minas Gerais e São Paulo e os últimos focos da Guerra dos Farrapos, o que lhe valeu o título de Conde e a escolha para o Senado em 1846. Internacionalmente, participou das campanhas contra o governo de Manuel Oribe (Uruguai) e do ditador Juán Manuel Rosas (Argentina). Alcançou a patente máxima do Exército, a de marechal, durante a Guerra do Paraguai (1865-1870). Nessa guerra, liderou a Tríplice Aliança (Brasil, Argentina e Uruguai), conquistando Assunção, capital do Paraguai, em 1869. Graças à sua participação, recebeu o maior título de nobreza dado a um brasileiro pelo imperador: o de Duque de Caxias. Na administração, ocupou a presidência da província do Rio Grande do Sul em 1846 e o cargo de ministro da Guerra em 1854 e 1861. Também foi presidente do Conselho de Ministros, função equivalente à do primeiro-ministro no sistema parlamentarista, em 1861. Morreu em Desengano, hoje Juparanã, no Rio de Janeiro, em 7 de março de 1880.





quarta-feira, 23 de junho de 2010

Museu Duque de Caxias






Foi criado para homenagear o Marechal Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, patrono do município e do Exército Brasileiro. Nascido na Fazenda São Paulo, onde hoje fica o bairro Taquara, no terceiro distrito, Duque de Caxias se destacou na carreira militar e revelou grande bravura ao liderar seus soldados durante as muitas batalhas de que participou. O museu, que funciona no antigo casarão da fazenda, é administrado pela Secretaria Municipal de Cultura desde 1994, e contém peças de armas da época, algumas das quais usadas pelo marechal.


Taquara na visão Google Earth





sábado, 29 de maio de 2010

Por do Sol - Visto na Taquara








Assim como o nascer do sol, o por do sol visto nos quatro cantos do Bairro da Taquara é um lindo espetáculo da natureza, é uma visão previlegiada de todas as tardes pra quem mora na Taquara DC.